Filmes

Resenha: The Post – A Guerra Secreta

Ótima direção e excelente trabalho na fotografia, edição e figurino

Quantas pessoas ainda leem jornais? Quantas pessoas você conhece que acordam cedo pela manhã e se dirigem até a banca mais próxima para comprar um exemplar da edição do dia? Não muitas, aposto. Mas jornais ainda existem. E ainda são muito importantes.

De segunda a segunda, em redações espalhadas pelo país, jornalistas dedicam horas para levar até a população a melhor versão da história. Qual história? Aquelas que precisam ser contadas, por mais que incomodem. E a única garantia de que elas continuem sendo publicadas, é publicando-as.

Baseado em fatos reais, The Post - A Guerra Secreta é o novo filme do diretor Steven Spielberg. Indicado a duas categorias do Oscar (Melhor Filme e Melhor Atriz), o drama conta a história dos bastidores da decisão do jornal The Washington Post em publicar, ou não, documentos do governo que comprovavam que a atuação dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã não era tão bem sucedida como dito ao povo.

Resenha: Artista do Desastre

Com seu toque de mágica, Spielberg consegue mais uma vez transformar uma trama que, a primeira vista pode parecer não tão empolgante, em uma aventura tensa de tirar o fôlego, seja para aqueles que são da área jornalística ou não. Alia-se à ótima direção, um excelente trabalho técnico da parte de fotografia, trilha sonora, edição e figurino. O resultado é um ótimo filme que não apenas prende a atenção do espectador, mas a arrebata.

À frente da história, temos dois atores que dispensam apresentações e elogios: Meryl Streep, que interpreta Kat Graham, a dona do The Washington Post, e Tom Hanks, que dá vida a Ben Bradlee, editor-chefe do jornal. Ainda que estejam juntos na mesma empresa, os dois enfrentam desafios diferentes em suas jornadas: ao tempo que Kat precisa lidar com os riscos jurídicos e financeiros que poderá enfrentar caso autorize a publicação dos documentos, Ben enfrenta um dilema ético quanto ao papel do jornalismo.

Ambientado na década de 70, em pleno governo Nixon, ainda há espaço na narrativa para abordar assuntos como a posição da mulher na sociedade e a luta pela liberdade de imprensa, indispensável em qualquer sociedade democrática. Dá até para fazer uma relação com o atual momento político que os Estados Unidos (e até mesmo o Brasil) vivem.

Para dar suporte a todo este roteiro que provoca, diverte e faz refletir, tudo de maneira muito bem encaixada e sem furos, o longa ainda dispõe de um elenco que não se deixa ofuscar pelos dois titãs presentes nos papéis principais. Cada personagem executa bem a sua função e dá novos sentimentos a trama, além de criar uma ponte entre o espectador mais rígida. No final, temos um produto que funciona como entretenimento, aula de história e oficina de jornalismo para leigos.

Resenha: Maze Runner: A Cura Mortal

Ainda que, por vezes, leitores, estagiários, repórteres, editores e até donos de jornais esqueçam o real propósito da imprensa, filmes como The Post – A Guerra Secreta servem como lembrete de que, ao contrário do que se possa pensar, jornais não são um "quarto poder" na sociedade. São um contra-poder, responsável por escrever o primeiro rascunho daquilo que um dia iremos encontrar nos livros de história.

Ficha Técnica

The Post – A Guerra Secreta

Direção: Steven Spielberg

Elenco: Meryl Streep, Tom Hanks, Sarah Paulson, Bob Odenkirk, Tracy Letts, Bradley Whitford, Bruce Greenwood, Matthew Rhys, Alison Brie, Carrie Coon, David Cross, Michael Stuhlbarg, Jesse Plemons, Zach Woods, Pat Healy, Deirdre Lovejoy, Philip Casnoff, Ben Livingston, Carolyn McCormick, David Costabile e Dan Bucatinsky.

Duração: 1h55min

Nota: 10