Séries

The Walking Dead: o que rolou na 8ª temporada até agora

Infelizmente um dos personagens vai embora da série

Depois de um tempo, estou de volta para falar sobre o que rolou na 8ª temporada de The Walking Dead. Não vou negar: gosto da série e assisto religiosamente, mas sei que o programa continua com o seu ritmo bem lento, por isso não fiz tantas reviews, afinal o que falar sobre uma história que progride devagar e os acontecimentos mais épicos são raros? Desabafos à parte, essa temporada está focado na guerra iniciada por Rick contra Negan. Lá na season premiere, a série nos apresentou o início da guerra e quatro linhas temporais que expliquei no texto anterior.

No momento, o que vemos nesses últimos episódios são o ápice e o declínio da guerra que trouxe vantagens e desvantagens para os dois lados. Após cercar os Salvadores e deixá-los presos com vários walkers em volta, Alexandria, Reino e Hilltop se dividem para cercar outras áreas pertencentes aos Salvadores, como o Santuário. A ideia é prender os inimigos e pegar todas as munições possíveis. Até os primeiros episódios, todo o plano estava em boa execução, até o grupo de Ezekiel cair em uma bela armadilha.

Com a morte de quase todo o grupo do Reino, pela primeira vez vemos o Rei Ezekiel desesperado e assustado por ter perdido tantas pessoas, uma vez que ele havia prometido proteger o seu povo. É doloroso ver o plano ir por água abaixo, mas mais doloroso é ver o declínio de Ezekiel, pois ele se entrega ao fracasso instantaneamente logo na primeira batalha perdida. Mas The Walking Dead é assim: um dia se ganha, dois ou três se perde. Achei a atitude de Ezekiel fraca demais. Como um rei pode se entregar à derrota tão facilmente? Entendo perfeitamente a tristeza em ver sua comunidade ser reduzida drasticamente, mas abaixar a cabeça e declarar não ser mais o líder do Reino é levantar a bandeira de loser por W.O. Graças à Carol e Gary (ajudante fiel do rei), Ezekiel consegue fugir de um salvador lunático e de vários walkers. Infelizmente, quem leva a pior é Shiva, pois em uma emboscada em um pântano, a tigresa é morta por vários walkers. Com a derrota do Reino e o fracasso de Ezekiel, fica a pergunta: o que eles vão fazer para dar a volta por cima?

A confissão de Negan

Vocês lembram que na emboscada de Rick, Negan consegue fugir, mas fica preso em um trailer encurralado por walkers? Além disso, vocês também lembram quando Gabriel é traído por Gregory, ele foge e vai para o mesmo trailer onde Negan está? Pois é, o susto é grande e achei que Negan fosse matá-lo, o que seria uma atitude bem idiota, uma vez que o vilão tem somente um taco de beisebol, enquanto que o padre estava muito bem armado com uma metralhadora. Mas, por incrível que pareça, Negan consegue tirar a arma das mãos do padre, mas não faz nada. Pelo contrário, achei a cena até que legal, pois Gabriel faz Negan confessar com o objetivo de ajudá-lo a sair do trailer vivo.

Entre um diálogo, um walker tentando invadir e algumas porradas, Negan finalmente confessa algo de sua intimidade. Antes de o mundo entrar nessa fase pós-apocalíptica, ele era casado, mas a verdade é que ele nunca foi uma boa pessoa. Segundo Negan, ele traía sua esposa e, quando o vírus se espalhou por todo o lado, sua mulher foi infectada, mas Negan não teve coragem de matá-la antes que ela virasse um zumbi. A verdade é que Negan foi covarde com a pessoa que mais amava, então porque ele seria justo e legal com os outros? Com essa confissão, Gabriel se rende e o ajuda a sair do trailer, prometendo ser mais um prisioneiro dos Salvadores.

Enquanto isso, lá na sede, os demais líderes ajudantes de Negan tentam encontrar uma solução para salvar o local, além de continuar dando comida e bebida para os trabalhadores escravos. Além disso, todos estão sedentos em saber quem é o traidor do grupo que está ajudando Rick nesta guerra. Com todos esses problemas, mais a revolta dos trabalhadores, Negan retorna ao local sã e salvo ao lado do padre e diz que colocará tudo nos eixos, inclusive aquele que o traiu.

A mudança de Eugene

O episódio Time for After teve Eugene como foco principal da história. Devido ao seu histórico de covardia, Eugene não pensou duas vezes em ficar ao lado de Negan, afinal, ele precisa proteger a sua própria pele. Com uma inteligência extrema e um vocabulário requintado, é claro que Eugene cairia nas graças do vilão, já que além da sua perspicácia, ele também é o responsável por produzir boas munições, como balas de armas.

Mas ao mesmo tempo em que ele ajuda os Salvadores, metade do seu pensamento se encontra em Alexandria e nas pessoas que, um dia, foram seus amigos. Com a presença de Gabriel no local que, por sinal, se encontra com a saúde bastante debilitada, Eugene fica ainda mais dividido, afinal, ele deve seguir o seu lado emocional e ajudar Gabriel a levar o Dr. Carson de volta à Hilltop, ou seguir o seu lado racional e não fazer nada que possa irritar Negan?

The Flash - 4X09: Don't Run 

Em determinado momento, Eugene toma a decisão de ficar ao lado de Negan, deixando o padre para trás, descobrindo que Dwight é o traidor do grupo e ainda dando uma solução aos líderes de como afastar os walkers do local. Mas depois de fazer tudo isso, ele volta atrás, não entrega Dwight à Negan e ainda facilita a saída de Gabriel e o médico do local. Ao mesmo tempo em que Eugene irrita bastante, confesso que essa última atitude fez o personagem ganhar pontos comigo. Agora, resta saber se o padre e o médico conseguirão chegar a Hilltop sãos e salvos, e se Eugene terá outra atitude contraditória.

Novos aliados

Enquanto cada um está em um canto tentando derrubar o Santuário, derrotar os Salvadores e coletar mais armas e munições, Rick retorna ao lixão para fazer um novo acordo com Jadys para que ela e o grupo lutem ao lado de Alexandria, Hilltop e o Reino. Sinceramente, achei essa cena estranha, já que Rick tenta negociar, falha e ainda é mantido preso no lixão. Mas assim que ele ataca Jadys, logo o grupo passa a ficar ao lado de Rick. O que eu não entendo mesmo é essa tara que Jadys tem por Rick, deixando-o quase pelado e ainda querendo fazer uma estátua dele. WTF?

Supergirl - 3X09: Reign

Além de Rick, Aaron e Enid partem de Hilltop em busca de novos aliados para a guerra contra Negan e, logo, eles têm a brilhante ideia de retornar para Oceanside a fim de fazer as mulheres lutarem ao lado deles. Sinceramente, eu não sei onde eles estavam com a cabeça quando pensaram nisso. As mulheres dessa região são fortes e não toleram nenhum tipo de intruso no local, metendo logo uma bala na cabeça de quem se aproximar. A visita de Tara e Rick não deram certo, uma vez que elas deixaram claro que não chegariam perto dos Salvadores. Porque tentar de novo? Claro que a visita não dá nada certo, pois assim que eles chegam, Aaron é surpreendido por uma delas, mas Enid a mata. Pra piorar ainda mais a situação, eles descobrem que a mulher morta era a líder do grupo. E agora? O que as mulheres de Oceanside irão fazer com os dois?

O feitiço vira contra o feiticeiro

Mesmo com um plano bem arquitetado, alguns problemas ocorreram, dando baixa nos grupos, como vimos no Reino. Mas o que ninguém esperava era que Daryl e Tara fossem largar o plano e agirem por conta própria, acreditando que iriam acabar com os Salvadores em um estalar de dedos. Eles decidem jogar um caminhão no local a fim de abrir um grande buraco para que os walkers pudessem entrar e devorar os Salvadores. Michonne e Rosita decidem não fazer parte desse ato. O resultado? O feitiço vira contra o feiticeiro.

Os Salvadores conseguem escapar e planejar uma bela revanche contra as três comunidades. Maggie e Jesus são interceptados na estrada pelo grupo liderado por Simon. Para não matar Gary (o ajudante de Ezekiel), o grupo entrega suas armas e Maggie aceita retornar para Hilltop que passa a ser a fonte de alimentos e produtos para os Salvadores. Mas claro que Simon mata um dos integrantes do grupo. Revoltada, Maggie retorna à comunidade e mata um dos salvadores que mantinha preso.

Enquanto isso, outro grupo dos Salvadores invade o Reino para prender Ezekiel, já que ele é considerado uma “peça de ouro” para Negan. Após o ‘momento da depressão’ passar, finalmente Ezekiel age e salva o resto da comunidade, enquanto ele mesmo se entrega para os inimigos, o que deixa Carol de mãos atadas. Já Morgan aparece, porém não sabemos se ele irá invadir o Reino para salvar Ezekiel ou não. Vamos aguardar.

Mas o estopim da revanche acontece em Alexandria, liderado pelo próprio Negan. Sedento em por as mãos em Rick, o vilão surge carregado de munição a fim de tomar Alexandria para si. Quem fica a frente e toma a grande decisão de salvar a todos é Carl. Aliás, o diálogo do garoto com Negan foi muito bom. Assistam! A verdade é que Carl só tomou o tempo do vilão para que os outros pudessem escapar e, graças a deus, tudo dá certo. Porém, Alexandria não escapa, sobrando apenas casas destruídas, bombas e muito fogo.

Na estrada, Michonne, Daryl, Tara e Rosita conseguem abrir fogo contra outros Salvadores com a ajuda de Dwight. Todos eles conseguem escapar, porém fica a dúvida: o que aconteceu com Carl? E se Rick aparecer em Alexandria, o que vai acontecer?

De fato, Rick aparece, mas consegue escapar de Negan, indo direto para o esgoto onde todos estão escondidos. Ao chegar lá, ele descobre que todo o plano de fuga foi arquitetado por Carl que, infelizmente, foi mordido por walker enquanto fugia dos Salvadores. Assim, a morte de Carl é decretada e não tem mais o que fazer a não ser chorar junto com Rick.

Com esse cliffhanger angustiante, The Walking Dead chega a sua mid season finale. A 8ª temporada retorna no dia 25 de fevereiro de 2018 para os oito episódios finais.

E aí, o que acharam da temporada até agora? Deixem nos comentários!

Nota: 6,0

Fotos: Recap Guide