Filmes

Sessão Pipoca: Como Se Tornar um Conquistador

Um filme pura sedução que faz você se divertir do começo ao fim

O Sessão Pipoca de hoje traz um filme leve, descontraído e divertido. Uma trama que não me gerou nenhuma expectativa no início e me fez sair muito feliz ao final da sessão. Como Se Tornar um Conquistador (How To Be a Latin Lover) conta a história de Maximo (Eugenio Derbez) um rapaz que alcança o conforto, a estabilidade financeira, o lazer e uma vida sem responsabilidade na base do charme e de muita sedução. Desde pequeno, Maximo leva uma vida simples e pacata ao lado da irmã e de seus pais. Seu pai trabalhou de sol a sol até o último dia de sua vida. Afim de não levar a mesma vida que o patriarca, o garoto decide que terá todos os seus desejos realizados sem esforço algum. E não é que ele consegue? No auge da sua juventude, Maximo é pura elegância, gingado e charme, seduzindo mulheres por todos os lados. Sua vida muda completamente ao se casar com uma mulher mais velha e milionária. Após 25 anos de matrimônio, Maximo alcança tudo o que quer e ainda um pouco mais, desfrutando tudo do bom e do melhor, como carros luxuosos, relógios importados, massagens 24 horas até uma imensa coleção de hoverboards.

Resenha: 7 Desejos

Porém, sua vida vai por água abaixo quando sua esposa o abandona por um homem bem mais jovem. Sem saber o que fazer, Maximo pede ajuda para sua irmã Sara (Salma Hayek), com quem não tem contato há anos. Mesmo ressentida com a ausência do irmão, ela o acolhe e ambos passam a viver sob o mesmo teto ao lado do pequeno Hugo (Raphael Alejandro). Mas a nova jornada do protagonista só está começando, pois ele irá reacender todo o seu charme latino para conquistar uma nova esposa rica, além de trazer novas confusões, mas também alegria para a vida da irmã e do menino.

Como Se Tornar um Conquistador tem um roteiro simples e linear, pois conta a história de um cara que perde a vida boa que tinha, vai morar com sua família, analisa os seus conceitos e sua forma de viver, ajuda a irmã e o sobrinho e dá a volta por cima. Mas, mesmo com uma história até clichê, o filme conquista o público com os alívios cômicos ao estilo “sessão da tarde”, que vai fazer você rir em vários momentos. As técnicas de sedução de Maximo são ótimas, indo desde o caminhar sedutor até o famoso ‘mergulho na piscina’. O mais legal é que ele passa a dar dicas para Hugo assim que descobre que o sobrinho está apaixonado por uma menina da escola. Aliás, o menino também vai te conquistar com sua fofura e seu lado nerd. Salma Hayek não fica para trás e tem uma presença forte na tela. Sara é aquela irmã cujo ressentimento se esvai assim que passa a morar novamente com Maximo. Mesmo assim, ela não deixa de provocá-lo, chamar a sua atenção devido ao seu comportamento que não condiz mais com sua idade, além dos inúmeros tapas na cabeça que ela dá nele que, por sinal, são muito hilários. Há também momentos mais íntimos e de cumplicidade dos irmãos que fazem você rir e também se emocionar.

Já assistiu Tal Mãe, Tal Filha?

Em diversos momentos, o filme brinca com alguns conceitos machistas por meio das técnicas de sedução, como por exemplo, “o homem diz o que a mulher tem que comer no encontro”. É óbvio que isso não é certo e é justamente por isso que o filme enfatiza essas ações para mostrar que esse tipo de sedução é ridículo, falho e não conquista absolutamente ninguém. Por isso, não leve isso a ferro e fogo, pois a ideia da trama é justamente brincar e mostrar o quão ridículo é.

O mais interessante é que mesmo o protagonista aprendendo a lição e se aproximando muito mais de sua família, o filme não tem a intenção de mudar a personalidade de Maximo. E essa é exatamente a grande graça do filme. Vale a pena assistir? Vale para se entreter, divertir e sair com um sorriso de orelha a orelha da sala do cinema.

Depois me digam o que acharam do filme!

Ficha Técnica

Como Se Tornar um Conquistador

Direção: Ken Marino

Elenco: Eugenio Derbez, Salma Hayek, Rob Lowe, Raphael Alejandro, Kristen Bell, Michael Cera, Raquel Welch, Rob Riggle, Rob Huebel e Renée Taylor.

Duração: 1h55min

Nota: 7,5